domingo, 11 de maio de 2008

A necessidade e a sociedade

Não obstante, esses dois elementos opostos são explicaveis como um todo e não podem ser vistos em sua antítese. É verdade que, embora encarada objetivamente do ponto de vista classista, a crise sexual é uma manifestação do conflito entre o declinio capitalista e a ascesão revolucionária. Ao mesmo tempo, é a manifestação do conflito entre necessidade
sexual e a sociedade mecanística. Como é possível conciliar isso? Muito simplesmente; o fato do próprio crítico não ter encontrado a solução pode ser explicado em virtude da distinção rigorosa entre o lado subjetivo e o objetivo do feômeno social ser incomum, embora axiomática: objetivamente a crise sexual é uma manifestação da diferença de classes.

Nenhum comentário: